Contato:
E-mail: cufa.goias@gmail.com
Twitter: @Cufagoias





15 de novembro de 2009

Vote em MV BILL!


MV Bill é selecionado para a enquete realizada pelo jornal Correio Braziliense. Dentre vários negros de importância social para o Brasil o jornal quer saber quem é a personalidade negra mais influente no país.

Abaixo segue texto tirado do site http://www.mvbill.com.br/ para que você conheça mais sobre a história de vida do rapper que nos últimos 10 anos luta pela igualdade racial e por um país mais justo. Vote no nosso representante MV Bill!

Clique no nome para votar: MV BILL


Mensageiro da Verdade: MV Bill

Alex Pereira Barbosa, 35 anos, filho do bombeiro hidráulico Mano Juca e da dona de casa Cristina, nasceu na comunidade da Cidade de Deus, zona oeste carioca, onde mora até hoje.

O apelido MV, Mensageiro da Verdade, surgiu quando algumas senhoras da Cidade de Deus, ao verem como o rapper – que prefere ser chamando de rapero, como nos países de língua latina - defende a cultura Hip Hop através de suas letras, por relatar o real cotidiano do lugar. Sua relação com o movimento Hip Hop começou em 84, ao assistir o filme Collors - As cores da Violência, de Spyke Lee. A partir disso passou a ter o rap como fonte de sobrevivência. O Hip Hop se tornou um movimento de militância para MV Bill.

É também um dos fundadores da ONG Central Única das Favelas, a CUFA, que através do conceito do movimento Hip Hop busca elevar a auto-estima nas comunidades, por meio de projetos sociais e culturais. Atualmente é o responsável pela base da CUFA na Cidade de Deus.

MV Bill já recebeu diversos prêmios devido ao seu trabalho musical e sua militância no movimento Hip Hop: em 2001, melhor videoclipe, Video Music Brasil, MTV – categoria rap – com Soldado do Morro; Unicef, destaque de 2004, por seu trabalho na área de desenvolvimento social junto à Juventude; Orilaxé, por contribuir para o crescimento do grupo AfroReggae, assim como para o desenvolvimento sócio-cultural da cidade do Rio, são alguns deles. O rapero já foi também premiado pela Unesco como uma das 10 pessoas mais militantes do mundo, nos últimos 10 anos.

A parte literária

Em outra área fora da música, MV Bill é também autor de livros. Com Celso Athayde e o cientista político Luiz Eduardo Soares escreveu sua primeira obra, Cabeça de Porco, publicado em 2005 Ainda com Celso Athayde, lançou em 2006 Falcão - meninos do tráfico, trabalho feito inicialmente no formato documentário e de grande repercussão na mídia nacional e internacional.

Em 2007, por conta do documentário Falcão – meninos do tráfico recebeu o prêmio Rei da Espanha, um dos mais importantes dentro do Jornalismo Internacional.

Em julho deste mesmo ano apresentou-se no Live Earth, evento de porte mundial, que aconteceu simultaneamente em várias cidades do mundo, dentre elas o Rio de Janeiro e também lançou seu terceiro livro, Falcão – mulheres e o tráfico. A partir das pesquisas realizadas junto aos meninos envolvidos no tráfico de drogas, MV Bill e Celso Athayde descobriram que a vida desses "falcões" estava visceralmente ligada à trajetória de suas mães, filhas, irmãs, amigas, esposas ou namoradas.

Sempre inovando

Nunca deixando sua carreira musical de lado, ao final de 2007 MV Bill reuniu a clássica formação, baixo, bateria, guitarras, além de um trio de metais, sua irmã Kmila e DJ Tony nos vocais, para gravar seu primeiro DVD, que traz algumas de suas músicas em uma nova roupagem: todas tocadas em versão rock, o que justifica a presença de uma banda completa no palco. A maneira encontrada para homenagear as religiões afro-brasileiras e a Cidade de Deus, por conta da discriminação que ainda sofrem, foi apresentar-se em um cenário decorado com imagens e ornamentos que representam estas religiões além de estar rodeado por amigos e admiradores.

Nomeado “Despacho Urbano”, o DVD além das releituras traz a inédita “Estilo Vagabundo II” (continuação da faixa lançada no álbum Falcão – o bagulho é doido), toda a vídeografia de Bill e algumas imagens extras, feitas durante os ensaios.

O ano de 2008 foi bastante movimentado seguindo a rotina de palestras, shows e eventos não somente no Brasil, mas também em Washington D.C., EUA, onde se apresentou em abril durante um ciclo de palestras promovidas pela National Geographic, devido ao lançamento da série de programas 4REAL, produção canadense e norte-americana. Em sua participação MV Bill recebeu o produtor Sol Guy e o rapper Mos Def na Cidade de Deus.

Durante sua passagem pela cidade norte-americana Bill teve a oportunidade de divulgar seu trabalho social e musical e estar ao lado de Chuck D. (Public Enemy), grande referência no rap mundial.

O bonde vai

Os prêmios não pararam e as inovações não deixaram de acontecer. Falcão – meninos e o tráfico levou a estatueta de melhor documentário no tradicional Festival de Cinema de Milão e ainda no mundo do cinema MV Bill realizou sua primeira participação como ator, no longa-metragem “Sonhos Roubados”, de Sandra Werneck (diretora de “Cazuza”, “Pequeno Dicionário Amoroso, entre outros), onde interpretou o detento Ricardo.

No momento está em fase de pré-lançamento do DVD “Despacho Urbano”, que já é sucesso e mais um marco na carreira de MV Bill, não somente pelo ineditismo do material, mas por colocar nas ruas um trabalho independente e de qualidade por não mais que R$ 10,00.

Além dos shows em formato rock, que ainda estão para acontecer, MV Bill já tem na manga mais um CD de rap, somente com faixas inéditas, intitulado “Causa e Efeito”, que já tem a faixa “O Bonde não Para” como um dos grande hits deste álbum!

2009 é também o ano de lançamento do filme “Sonhos Roubados”, que deve chegar às salas de cinema em 2010!

DISCOGRAFIA:

- 1998: Mandando Fechado

- 1999: Traficando Informação

- 2002: Declaração de Guerra

- 2006: Falcão – o bagulho é doido


PRÊMIOS:

- 1999:

* Troféu Griô - Revelação

* DJ TR - Revelação - Realização Jurema Batista


- 2000:

* Prêmio Hutúz:

- Melhor Álbum

- Melhor Música

- Personalidade do Ano

- Melhor Clipe


- 2001:

* Prêmio Hutúz:

- Melhor Música: "Só Mais Um Maluco"

- Melhor Clipe: "Soldado do Morro"

* DJ Sound Awards - Destaque Rap Nacional

* VMB (Video Music Brasil)

- Melhor Clipe: “Soldado do Morro” – categoria rap - MTV


- 2002:

* Prêmio Hutúz:

- Melhor Vídeo


- 2003:

* GRBC Coroado


- 2004:

* Prêmio Unesco (Barcelona)

* Prêmio Unesco Juventude

* Prêmio Orilaxé (Grupo Cultural AfroReggae) – contribuição para o desenvolvimento sócio-cultural no Rio de Janeiro


- 2005:

* Programa Ação (TV Globo) - Projetos Sociais

* Prêmio do Ministério da Justiça - Categoria Direitos Humanos


- 2006:

* Prêmio Wladimir Herzog (Prêmio dos jornalistas brasileiros)

* Destaque programa exibido na TV: “Falcão – meninos do tráfico” (leitores Globo Online)

* Prêmio CNBB - Bispos do Brasil - Categoria Especial

* Troféu Raça Negra - Afrobras


- 2007:

* Rei da Espanha (Madrid) – melhor programa jornalístico (categoria TV): “Falcão – meninos do tráfico”


- 2008:

* Festival de Cinema de Milão (Itália) – melhor documentário: “Falcão – meninos e o tráfico”


SHOWS INTERNACIONAIS:

*Dinamarca 2002

Arhus Festival

*Miami - 2003

Teatro Tam

*Espanha - 2004

Barcelona - Fórum Mundial

*França - 2005

Rennes - Festival Transmusicales

Paris - Maison de France

*Inglaterra - 2005

Guanabara

*Estados Unidos – 2007

Washington D.C. – Geo Sessions – National Geographic


Por Camila Araújo


0 comentários:

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Sweet Tomatoes Printable Coupons